domingo, 21 de junho de 2015

Sobre o Perdão das Ofensas

Orgulhosos que somos, é muito difícil perdoar. Perdoamos da boca pra fora, porque numa análise mais profunda, será que perdoamos mesmo? 
Perdoar as ofensas, os maus tratos, as humilhações, os prejuízos morais ou materiais não está ligado a nenhuma religião. 
Aliás o próprio Deus não está ligado a nenhuma religião. As religiões são escolas, cuja missão é ensinar os caminhos do bem.
E lendo o Livro "Dramas da Obsessão" compreendi que é preciso viajar lá para as entranhas do ser e analisar que especie de perdão é o nosso.
Se despojar de todo e qualquer sentimento de mágoa e revolta somente através do reconhecimento das próprias faltas é possível trilhar pelos caminhos do perdão.
Imagine pensar no inimigo e refletir sobre o que o levou a despejar as desgraças sobre a nossa pessoa. Pensar nos sofrimentos que causamos a outros, nas lágrimas que fizemos os outros derramar, nos vexames que fizemos os outros passar, é realmente difícil porque só pensamos em nós.
Somente com a Luz do Entendimento, e a Humildade no coração podemos quebrar o elo que nos liga a aquele que desfecha o próprio ódio em cima das nossas vidas. Pensemos também no mal que causamos a essa pessoa, reconhecendo isso, daí sim, começamos a entender o perdão.
Quando li o livro "Dramas da Obsessão" que não é uma ficção, entendi que somos dignos de piedade, pelo fato de não saber perdoar. Porque não avaliamos o tamanho do sofrimento que causamos também ao outro.
E nesse mundo tão difícil de se viver como está sendo o nosso, devemos aprender a construir um mundo particular onde reina a paz. Sempre fazendo a nossa parte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário