quinta-feira, 25 de junho de 2015

Dramas da Obsessão - Segunda Parte - Capítulo IV

 Yvonne do Amaral Pereira
Ditado pelo Espirito de Adolfo Bezerra de Menezes

O incidente que acabamos de descrever tivera o condão de inquietar o antigo Rabino e seus filhos. Todavia, comedidos e discretos, de início não revelaram as íntimas impressões, a fim de mutuamente não se desgostarem. Joel, o primogênito dentre os três irmãos, chamado Henrique após o batismo, desde algum tempo não considerava tranquilamente as atitudes excessivamente amáveis do inquisidor para com, a sua Ester. Observava-o e, frequentemente, distinguia-o seguindo a jovem com olhares ansiosos, medindo-lhe a silhueta em indiscrições muito ofensivas para uma dama, e profundo terror se apoderou do coração do adolescente, cujo nobre sentimento de afeição pela prima tocava as raias da veneração.

Por outra noite de Domingo, quando as mesmas indiscrições eram observadas pelo jovem Joel, pois, como sempre, Hildebrando exigira de Mariana as formosas canções, e após as ruidosas despedidas dos clérigos, já bastante excitados pelos vinhos das adegas dos judeus, Joel, incapaz de calar por mais tempo as desconcertadoras impressões que o desorientavam, trocava confidências com o pai:

— Temo por nossa Ester, ó meu Senhor e pai! Frei Hildebrando é concupiscente e devasso... Sabemos que muitas jovens da nossa raça hão sido imoladas sob seus desregramentos sexuais, antes que a tortura dos tratos inquisitoriais e das fogueiras para sempre as libertassem da vergonha a que se viram atiradas... Suspeito desse dominicano cruel, que passa por ser o nosso amigo mais dedicado entre os cristãos, que o que deseja antes de tudo é a posse de minha Ester... e as mais aflitivas apreensões meu coração vem sufocando em silêncio, a tão abominável sugestão... Pressentimentos sinistros acovardam-me a alma... Não poderemos tentar sequer a reação, que seria infrutífera, porquanto, quer os inquisidores, quer as autoridades civis, são todos nossos desumanos inimigos... Reagir, algo tentar em nossa defesa seria precipitar represálias que ainda poderão demorar a chegar até nós pelos processos rotineiros... E se ainda nos ferissem a um somente... a mim, por exemplo, seria passável... Mas os desalmados estendem a crueldade ao máximo do inconcebível, atingindo primeiro ao inocente a quem amamos e que nos ama, para mais ferozmente nos vilipendiar e torturar... tal como fizeram à nossa mãe e a vós...

— Cala-te, meu filho, por quem és! Não reavives feridas que precisarão cicatrizar...

— Que fazer, pois, ó meu Senhor e pai, em defesa de Ester, em nossa própria defesa?

O atribulado israelita meditou durante alguns instantes para, finalmente, cedendo ao seu pendor pacífico, advertir:

— Daí, meu filho, poderá também acontecer que ambos estejamos ajuizando precipitadamente do pobre frade, o qual, a bem da verdade o deveremos declarar, vem testemunhando boa consideração a todos nós... A prevenção que intoxica o nosso coração, a lembrança do amargo pretérito em que sucumbiu tua mãe, tantos e tão rudes acontecimentos que vimos presenciando em torno dos nossos infelizes compatriotas terão criado em nossa mente o mórbido pavor que nos torna hostis para com os pobres clérigos nossos amigos, os quais até agora nenhum dano nos causaram... visto que Cosme e Fausto são recém-ordenados e Frei Hildebrando apenas há dois anos chegou a Lisboa como inquisidor-mor... Tenhamos antes paciência e confiemos nos poderes do “Santo dos Santos”...

Joel baixou a fronte numa atitude respeitosa, sem querer contestar o pai, mas demonstrando, no silêncio mantido, a não aprovação aos conceitos ouvidos. De súbito exclamou novamente, os olhos brilhantes, a voz animada como se uma centelha de esperança o fizesse vislumbrar a solução desejada:

E se fugíssemos para a Itália, onde, ao que afirmam, nossos compatriotas vivem em segurança? ...

— Confesso que tenho maturado seguidamente nessa possibilidade, meu Joel.... Mas fugir, propriamente, não acredito que o possamos fazer... Obtermos, porém, uma licença, uma dispensa, ou o quer que seja que as leis exijam, que nos permitam deixar o Reino, sim, deveremos pensar nessa possibilidade...

— Sim, sim, meu pai! Rogo-vos penseis nesse alvitre com insistência, a fim de o realizarmos sem demora...

— Tentarei novamente obter agora o que não consegui há alguns anos... Quando da primeira perseguição sofrida, tentei fazê-lo, desejando libertar Arammza do que, finalmente, veio a acontecer... Mas frustraram-me as esperanças! O “Santo Ofício”, apaniguado com as leis do país, dir-se-ia conhecer, porque as aplica, todas as artimanhas de Belzebu, para desgostar e castigar os hebreus... Aliás, consentem, às vezes, que nos retiremos do Reino, mas impedem que carreguemos nossos bens... Tomam-nos os haveres, confiscam-nos! E como sairemos, assim votados à mais extrema miséria ....

— Tentemos sempre — insistiu o moço. — Não nos será possível permanecer nessa impassibilidade quando tantas apreensões nos assaltam...

— Tenho em mente — prosseguiu Timóteo — tentar o nosso afastamento daqui lenta e dissimuladamente, porquanto estou certo de que não nos deixarão partir de outra forma... Tentarei um salvo-conduto para ti e Saulo a título de mandar-vos a Roma, tratando de completar vossa instrução artística... bem assim para agradecer a Sua Santidade os favores que nos hão sido dispensados para que não mais nos perseguissem... Mais tarde encontraríamos meios de mandar Ester, e depois eu e Rubem seguiríamos...

— Mas... Ester permanecerá aqui sem minha vigilância?... Vós, meu pai, viveis assoberbado de múltiplos afazeres, não podereis prestar assistência a tudo...

O Rabino sorriu e acrescentou, compreendendo os zelos do jovem, profundamente enamorado da formosa prima:

— Visitarei, dentro de alguns dias, solicitando uma audiência, a Senhora 

Condessa de Faro, a qual muito amavelmente se prestou a servir como madrinha de Ester, quando do batismo desta na fé católica, que nos foi imposto... Como sabes, não há ela desprezado ocasião de proteger a afilhada, favorecendo até mesmo a sua educação entre as freiras de São Domingos, interessando-se vivamente por tudo quanto lhe diz respeito. Narrar--lhe-ei, confidencialmente, nossos terrores e observações e suplicarei sua proteção, ainda uma vez, para a afilhada... a qual permanecerá em sua companhia até que seja possível retirá-la de Portugal... A Condessa é pessoa considerada entre a nobreza e até entre a realeza... e Ester, necessariamente, estará defendida pela sua respeitabilidade... Não creio que tão ilustre quão respeitável dama se furte a assistir aquela por quem se tornou responsável perante Deus, segundo rezam as leis da sua própria crença religiosa, numa emergência crítica... E, assim sendo, impossível será a Frei Hildebrando, ou outro qualquer falso amigo, algo promover de prejudicial muros a dentro da residência de tão admirável Senhora...

Não obstante presa de insopitável constrangimento, Joel aprovou a programação engendrada pelo cérebro apavorado do pai, visto que incapaz se reconhecia de algo apresentar superior ao que ouvira. Todavia, não conciliou o sono aquela noite senão pela alta madrugada. Insólita inquietação cruciava-lhe o coração, como se funéreos pressentimentos o advertissem da aproximação de Irremediáveis borrascas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário